Tudo que você precisa saber para morar em Madri

Como a capital da Espanha, Madri é uma cidade incrível e possui excelentes restaurantes, uma linda arquitetura e uma ótima qualidade de vida de forma geral. Morei lá por quase 6 meses e realmente foi um dos melhores períodos da minha vida. Certamente é um local no qual gostaria de voltar a morar.

Desde o fim da crise financeira, Madri vem experimentando um crescimento constante e desenvolvendo uma população multicultural. De forma geral, os madrilenhos são bem receptivos e possuem uma cultura parecida com a brasileira em certos aspectos.

Abaixo reuni uma lista com pontos positivos e negativos de se morar lá. Espero que gostem. Vejam o que acham e comentem se tiverem alguma dúvida ou algo a acrescentar.

 banner-airbnb

PONTOS POSITIVOS DE MADRI

  1. Custo de vida

A moeda oficial da Espanha obviamente é o euro, portanto, com a desvalorização do real, a Europa inteira se tornou relativamente mais cara para brasileiros. Porém, se comparada com outras capitais da Europa Oriental, Madri é uma das mais baratas para se viver.

No ranking abaixo é possível ver como Madri se compara com outras cidades europeias, em termos de custo de vida geral, alimentação, aluguel e PPC. Certamente Portugal e Espanha são os países com menor custo para se morar.

ranking-custo-vida-madri-cidades-europeias-comparacao-alimentacao-aluguel-supermercado-restaurante-ppc

  1. Transporte

O transporte público em Madri é possivelmente um dos melhores que já vi. Lá você pode obter a “Tarjeta Transporte Público”, um cartão magnético que te permite pegar infinitas viagens de metrô, trem ou ônibus por um valor mensal para adultos (a partir de 55 euros) ou anual (a partir de 45 euros mensais). O valor fica ainda mais barato para estudantes e jovens. E viagens ilimitadas significa que se você precisa ir até a esquina e está com preguiça, basta pegar um ônibus para andar 100 metros! (Não que eu fazia isso)

Os ônibus de Madri são bem confortáveis e possuem Wi-Fi grátis, já o sistema de metrô é um dos melhores do mundo, atendendo aproximadamente 65% da população da cidade diariamente (ou seja, uns 4,5 milhões de passageiros por dia). E as estações são bem amplas, possuem artistas realizando performances e não lotam. É incrível! É raro o local para o qual você precisa ir e não encontra uma estação de metrô.

alimentacao-restaurante-comida-madri-tapas-montadito-callos-madrilena-caracoles-churros-con-chocolate-cocido-madrileno

  1. Alimentação

A alimentação em Madrid é muito boa e relativamente próxima à brasileira. Há diversas opções para todos os gostos e bons restaurante, com preços agradáveis (especialmente se você morar em bairros menos mainstream). Lembro que no bairro onde eu morava (Argüelles) comia todo fim de semana uma pizza farta com refrigerante lata por apenas 5 euros.

Se você for do estilo “arroz com feijão”, a vantagem é que encontrará nos principais supermercados o que busca, assim como outras idiossincrasias brasileiras, como suco de maracujá (além de diversos tipos de frutas), pão de queijo (bom, algo bastante similar) ou leite condensado, por exemplo.

Alguns pratos típicos da cidade: cocido madrileño (uma espécie de carne com sopa de feijão), callos a la madrileña (algo como tripas, mas não o que parecem), caracoles a la madrileña (caracóis! Muitos rejeitam a princípio, mas depois adoram) e, de sobremesa, os famosos churros com chocolate.

temperatura-media-maxima-minima-clima-madri-chuva

  1. Clima

O clima em Madrid é muito agradável, tendo uma média de 20-30 graus no verão e 5-10 graus no inverno (podendo nevar em poucas ocasiões). Entre junho e setembro chove muito pouco na cidade (julho e agosto quase não chove). Já nos demais meses, a média é de 10 dias de chuva por mês, o que também não é alto. E mesmo assim, quando chove, é uma chuva “que não molha”, bem fininha. Na verdade, a cidade é bem seca, então, se você é mais sensível, é bom usar hidratante para a pele não ficar rachando.

  1. Coisas para fazer

Em Madri não tem dia repetido se você não quiser. Seja você praticante de esportes, amante da natureza ou da vida noturna. Lá você encontra vários lugares para correr, praticar ciclismo, jogar futebol, tênis, qualquer esporte, além de várias opções de lazer ao ar livre.

Quer jogar um pouco de golf? Por apenas alguns euros é possível bater 100 bolinhas. Quer ver natureza? Os arredores de Madri são ricos em qualquer tipo de sightseeing que você queira.  Adicionalmente, a menos de 1 hora de trem do centro é possível visitar várias cidades históricas e lindas como Segóvia e Toledo. Inclusive, Madri se localiza bem no meio da Espanha, sendo praticamente equidistante de todas as cidades no mesmo raio. Quer ser mais aventureiro e ir para Portugal? Basta pegar um trem de 6 horas, alugar um carro ou pegar um voo barato.

Não só isso, como Madri também tem inúmeros pontos turísticos, entre muitas outras atividades. A vida noturna também é uma das mais conhecidas da Europa, tendo vários bares bons e tavernas que viram noite a dentro.

Certamente é um lugar para nunca se ficar enjoado!

PONTOS NEGATIVOS DE MADRI

  1. População bipolar

Bom, essa pode ser minha opinião e outras pessoas podem discordar. Pelo que conheço da população local, você encontrará gente muito simpática e que fará de tudo para te ajudar. Mas, por outro lado, também tem gente muito rabugenta, que não gosta de interagir com outras pessoas, especialmente se for estrangeiro.

São dois extremos. Você vai aos correios, nos restaurantes, supermercados, etc, e nunca sabe se encontrará gente agradável ou pessoas que realizam serviço como se fosse no Rio de Janeiro!

  1. (Quase) Ninguém fala inglês

Se você não fala espanhol direito, provavelmente encontrará problemas para se comunicar na Espanha. Os espanhóis não só são péssimos para compreender o “portunhol”, diferentemente de vários países na América do Sul, como também são poucos os que falam inglês lá. Isso impacta na TV e cinema, onde é tudo dublado.

engarrafamento-pontos-negativos-morar-madri

  1. Engarrafamentos

Se você não for de usar o metrô é bastante provavelmente que enfrentará engarrafamentos nas rodovias radiais e principais avenidas. Como sou do Rio de Janeiro, a 4ª cidade mais engarrafada do mundo, sou um pouco suspeito para falar. Mas comparando-se com outras cidades europeias, Madri de fato é bastante engarrafada. Não é nada muito desagradável, mas ainda assim pode ser considerado um ponto negativo.

  1. Siesta

Essa para mim é uma das piores coisas da Espanha. Ainda que nos últimos anos, após a crise de 2008, isso esteja mudando, os espanhóis possuem a tradição de tirar 1 ou 2 horinhas de descanso após o almoço.

E como isso é ruim? O comércio simplesmente para! Na hora em que as pessoas saem do trabalho para resolverem seus problemas, encontram tudo fechado. Ok, de fato a vida na Espanha é mais noturna, então as pessoas jantam mais tarde e começam a chegar nos bares noturnos depois de meia noite. Mas, mesmo assim, a siesta era algo que me incomodava quando eu precisava comprar algo durante o almoço.

Curiosidade: o termo “siesta” deriva de “sexta”, ou seja, a “sexta hora” após o nascer do sol.

  1. Burocracia

Não é só nas coisas boas que os espanhóis parecem com os brasileiros. A burocracia lá é incrível, filas intermináveis e papelada para preencher para qualquer coisa que você queira fazer, como criar conta no banco ou instalar internet na sua casa. Bom, certamente é menos pior que o Brasil, mas ainda assim incomoda, uma vez que você espera estar em um país mais desenvolvido.

 

►Curtiu o texto? Te convido a entrar na minha lista VIP de emails, para receber 1 vez por semana minhas informações privilegiadas sobre o mundo do empreendedorismo e atualizações sobre meu artigos mais recentes◄

Artigos Sugeridos